Publicado por: mistermadala | Agosto 30, 2007

PRAIA DAS CHOCAS – localizada perto de Nacala, na provincia de Nampula, na foto as casas do ex- Banco Nacional Ultramarino – BNU

About these ads

Responses

  1. Eu estive 2 dias na Praia das Chocas, no longinquo 1974, e penso que estive no local mais paradisiaco que a Terra tem! Nao tinha oferta de hotelaria, mas… tinha tudo o resto! Lembro-me que fomos, partindo de Nacala (Batalhao de Cacadores Paraquedistas 32) numa motita de um amigo meu, O Matanco, por uma picada de solo arenoso muito solto, foi dificil o percurso, mas valeu a pena.

    • Eu esti nesta maravilhosa praia por duas vezes nos anos 71,maravilhosa!!!!!!

  2. muitas vezes fui e estive nas chocas. mais de trinta anos depois, ainda sinto o cheiro da praia…

    • muito linda a praia.eu tambem xtive no chocas n distrito de mussuril em nampula e fiquei hospedado bem ao lado da praia nas casas do banco de mocambique durante 3 dias e fiquei marravilhado por tudo k vi e esprementei.gostaria muito de la voltaar um dia desses.tenho ainda hoje alguns artigos comprados na epoca.Amilcar Manave

  3. Tenho visitado Chocas todos os anos e confesso que a praia mais lida que eu pude percorrer. Tem águas transparentes e azuis, enfim aquilo é um outro mundo. Espero lá voltar brevemente.

    • Tem ido todos os anos ás Chocas porque é de lá,tem lá familia ou simplesmente
      paa disfrutar de toda aquela beleza? Estive lá em 2005 para matar saudades do tempo por lá passado nos anos 69 e 70. Estacionei na Ilha de Moçambique e tinha por cicerone o amigo padre Bruno,Brunelli em italiano. Tive o prazer e a honra de ser recebido pela Srª D Milu e marido, conceituados empresários na cidade de Nampula onde os havia conhecido, na sua casa na praia das Chocas
      fomos brindados com uma saborosa mariscada e uma amena cavaqueira que se prolongou até de madrugada e ainda havia que regressar á ilha dado os afazeres do Padre Bruno.

      • Eu tenho a Chacas para passar apenas, não conheço ninguém lá e nem sou da província de Tete. Visitei chocas pela primeira vez em 2002 e a partir deste momento passei a frequentar estas praias.

    • Estive em 1998 em NACALA e passei muitos fins de semana na praia das CHOCAS.
      Maravilhosa praia e bom peixe.
      Abraços.

    • nasci na beira estive 12 anos em nampula e conheço bem e limdissimo

  4. Oi. descobri Moçambique, em 2007, e sempre que posso volta a Inhambane, Amo esta Terra.

  5. Conheci a praia das Chocas quando era ainda uma criança de 4 anos de idade, contudo lembro -me dessa praia e das fantásticas férias passadas ali.
    A casa onde estivemos instalados, uma chamava-se, “Vivenda Amélia”, alguém se lembra??
    Espero um dia lá voltar…brevemente!!!

  6. estive por varias vezes na praia de chocas na era colonial e um paraiso

  7. Nasci em Nampula, Moçambique e o meu sonho era fazer umas Boas Férias e vêr os Bens que o meu deixou e lembrar uma Vida Que Tivemos e Portugal Roubou-nos o que era dos que viviam em Moçambique, dos Brancos e Negros….VIDAS…..mas as memórias nunca nos tiraram!

    • Eu nao nasci la ,mas fui para la em 1964 ate 1970 e acho que tambem é minha terra por isso estou de acordo com o que tu dizes.

  8. Gostei de recordar a minha infância em Nacala.

    • Estive em NACALA 1 ano em 1998…adorei e amo aquela terra…praia de Fernão Veloso onde passei muitos domingos de praia…abraços

  9. Nasci na Metochéria a 7 de Abril de 1958.
    Vivi em Ribáuè, distrito de Nampula, estudei em Nampula, passei pelo Colégio Vasco da Gama, Escola Industrial, Liceu, Lar dos Estudantes da Mocidade Portuguesa, Junto à Escola Industrial.
    Lembram-se dos Irmãos Metralhas? Nando e Beto? Também eu. E era bem puto. Lembram-se do Quim Ramos e outros… Também eu… e ainda aqui estou. Bons tempos, Não voltam mais! A TODOS/AS OS DESTE TEMPO QUE PORVENTURA POSSAM VIR A LER ESTE MEU TEXTO, DEUS VOS CONSERVE POR MUITOS MAIS ANOS. IMPOSSÍVEL ESQUECER O QUE FOI TÃO BOM…
    Blue

    • Sei quem és!!!!
      Eu morava em Nacala.
      Também estive no lar da Mocidade…até 1974
      1ºandar-quarto 7 e depois o nº10…

      Andei na Escola Industial, e passei muito do meu tempo no atletismo…naquele estádio ao pé do Liceu.
      Nos fins de semana escalavamos a fachada principal do edificio para entrarmos de madrugada…
      E fazia-se uns assaltitos aos bolos…

      Bons tempos Blue…

      Joaquim Craveiro Martins/Lisboa

      • Ola Quim. Sou o Antonio Arnaut. Eu era Macua da Ilha de Moçambique .. Fomos companheiros no Lar da Mocidade Portuguesa de Nampula. Lembro-me bem de ti !! Recordas-te de mim ??
        Ainda te recordas dos assaltos aos bolos ….. Claro !!
        Procura no facebook por ANTONIO ARNAUT. O meu e-mail :aaarnaut@gmail.com e envia-me os teus contactos.
        Aqui de uma assentada, encontro o BLUE, o Antonio Moço, o Zé Ferreira, o Julio Bravo, todos companheiros do Lar da BUFA !!!
        Ainda há bocado estava no FB com o Anibal Narciso tb de Nacala e companheiro do Lar, e perguntava-lhe se sabia do paradeiro do Carlos Viegas que tb foi nosso companheiro no Lar. Ninguem sabe do paradeiro dele.
        No dia 14 de Julho passado, estivemos no Algarve (Eu, o Julio Bravo e o Fininho) na casa do Ex director do Lar do nosso tempo, o Prof Jose Bruno Neto e da Esposa D. Liliana Neto, com os Filhos /Ana Cristina, O Zé e a Teresa e demais familia, e recordamos muitos de voces. Foi um dia bem passado.
        Um grande abraço e aguardo os teus dados de contactos.

    • Por vezes dou uma volta pelos sites relacionados com Nampula, e muito raramente, dou com pessoas de quem ainda me lembro e tu és um deles. Também eu frequentei o lar dos estudantes nos anos 1973 e 1974. Além de frequentar o liceu (6º e 7º anos), e porque sou um apaixonado por desportos aéreos, também fazia pára-quedismo à custa da Mocidade Portuguesa. Já agora, o meu nome é António Manuel Moço e também me lembro bem do teu irmão, e vagamente da tua irmã. Lembro-me ainda, que havia no lar do estudante um tipo de Ribaué a quem chamávamos “Chorão”(penso que era filho do administrador de Ribaué).
      Também conheci a praia das Chocas, mas preferia o “paraíso” de Quinga, onde o meu pai tinha uma pequena quinta. Desejo-te o melhor para ti e os teus, agora e por muitos mais anos.

      • António Moço,… acho que eram 2 irmãos, certo? O mais novo era mais “gordinho”,… ainda fizemos parte de uma equipa de futebol do lar de estudantes e deslocamo-nos a Ribaué.
        Um abraço do papagaio.

    • procura no Face Book – Veladimiro

    • Olha blue não sei se te conheço. Eu sou o José Cardoso, vivi em Nampula e curti muito na piscina do ferroviário, conheci os irmãos metralhas, grandes malucos nas pranchas. Sou irmão do Kim Cardoso, conhecido por Kim gato por ter os olhos muito azuis, não sei se o conhecêste, andámos os dois a estudar na escola Neutel de Abreu. O meu mail: cardoso91960@gmail.com se puderes diz qualquer coisa

      • Olá Cardoso. O meu nome é FRANCISCO JOSÉ MODAS DANIEL. A mim, não me deves ter conhecido em Nampula pois só lá ia nas férias (viviaha terra na Ilha com os meus avós e irmão do meio). Mas pelo teu endereço de mail (1960) e por teres estudado na Neutel de Abreu, poderás ter conhecido o meu irmão mais velho (HUMBERTO LUIS MANUEL MODAS DANIEL). Os meus pais eram os donos da AGINTER COMERCIAL e da MAKUANA. Eles viviam no Bairro de Benfica.
        Quanto à Praia das Chocas, lembro-me muito bem. Iamos lá passar fins de semana e férias. Tenho muitas saudades (sobretudo dos cheiros) da minha terra

    • Não nasci em Moçambique, mas fui lá militar e depois fiquei como cívil. Nasceu-me lá um filho que tenho, regressei antes do 25 de Abril.
      Fui de facto um sortudo pois não deichei por lá um centavo a não ser a permanente saudade de um povo e de uma terra que todos os dias me lembro. Vou voltar lá, não!… não!… não vou morrer sem lá voltar.
      As chocas bom!… paraíso na terra e gente boa.

      Para o próximo ano tenho um programa para apresentar, vou estar atento e imediatamente esteja pronto Vos darei conta.

      António Cortes.

      Sobre os irmãos metraha?!… quem se pode esquecer desses malucos amigões…. boa gente, pretos e brancos, eramos de facto de uma só cor.

      Será possivel transmitir ás gentes que nunca por lá passaram…. duvido…. sim é verdade!…. GENTE DA BOA, do melhor do mundo.

    • olá, Blu.
      a 14 de julho de 2012, os antigos estudantes do lar vão encontrar-se em casa do josé bruno fernandes neto – tlm 966228998.
      eu sou a ana cristina neto.

  10. Gostei de ver este site. Sou Português, nasci na histórica e linda Ilha de Moçambique em 1945; vivi em Malema, depois Iapala e estive no Lumbo de 1948/Fevº 1950 onde lembro-me de ir c/meus Pais e irmã à Praia da Chocas e apanhar conchas lindíssimas na orla da praia!! Depois fomos para Nampula até 1955 onde estudei no Colégio da D. Dulce Pechincha, no tempo do Zé Manel Santos, do Alfredo, do Santana, e outros; depois na Esc. Primária Roberto Ivens; naquela altura havia cinema no Sporting e no Clube do Niassa onde em fins de 54 houve um grande incêndio! brinquei muitas vezes no Club Ferroviário de Nampula, bem antes da piscina ter sido feita, onde dantes era o campo de futebol; depois em Fevº 55 fomos para LM – depois Durban (1974) R.S.A. mas isso já é outra história. Presentemente (2010) estou em Setúbal, com 65 anos. Tenho saudades da minha terra. Hambanine!

    • Ólá Jose Alberto Campo. Também vivo em Setúbal e – embora tenha nascido em António Enes (Angoche) – os meus pais viveram em Nampula e eu na Ilha com os meus avós e irmão do meio. Nasci em 63 e fui para lá com 4 ou 5 anos (já não foi mesmo no seu tempo). As saudades também são grandes mas é sempre bom saber que tão perto está alguém que viveu nos mesmos sitios que nós e que tem as mesmas saudades…
      Um abraço.
      Francisco Daniel
      TLM 919578967

      • Ola Francisco Jose,
        Eu tambem nasci na Ilha de mocambique 1955 e sai de la em 1976. Como e que se chamavam os teus av’os ? Temos um grupo no FB do pessoal da ilha. Vai ao FB e pede amizade a Antonio Arnaut que te integro no grupo, pois podes encontrar velhos amigos. Um abraco

      • Olá MACUAS dou sempre que posso uma olhadela por este pessoal ligeiramente mais novo , e em Setubal está a Lena Candeias que nasceu na Ilha Filha do Sr. Candeias da companhia do sabão MONAPO casou com um rapaz de uma povoação bastante antes de A. Enes que jogou futebol de salão no Monapo ABRAÇO

  11. tenho muitas saudades de muçambique
    estive em Nampula,de 70 72 no grupo recriativo da regiao melitar de muçambique ,a nóssa base éra Nampula sidade melitar,tirei a carta em Nampula na escóla do Figueiredo muito cunheçido
    Só sei diser que MUÇAMBIQUE é um grande pais que DEUS us ajude ,adurava la vultar,móro na MÓITA DO RIBATEJO

  12. conheço a praia das chocas desde1970-Fui funcionário dos serviços de agricultura e florestas, e tinha sobe minha responsabilidade o desenvolvimento agríicola do concelho do Mussouril respeitante ao lll plano do fomento do cajueiro.Fui eu que iniciei e conclui o parque verde das chocas e plantei dezenas de casuarinas na praia.Gostava de la voltar.

  13. adóro Muçambique
    se tvéçe que regreçar o fasia de curaçao
    sou de 70 72 nampula sidade melitar
    foi ai’ e que cumeçei a cumer bitóques
    bélus tempus

  14. Nasci em NAMPULA fui com os meus pais viver para RIBAUE.Fiz la A PRIMARIA e depois fui com o meu irmao CARLOS para o colegio VASCO DA GAMA em NAMPULA.Estudei na escola comercial e vivi tambem no LAR. RECORDO os bons tempos que la vivemos.Um ABRAÇO a todos antigos COLEGAS. ZE SOUSA FERREIRA

    • Grande Zé Ferreira….
      Um abraço

      Joaquim Craveiro Martins…..lar do estudante…

    • Lembro-me de ti, Zé. O meu irmão Pedro Moço, que também esteve comigo no lar, e andou na Escola Industrial, foi há 2 anos a Nampula de visita e trouxe algumas fotografias do lar. O edifício está actualmente num estado lastimoso; sujo, degradado e com tábuas pregadas a tapar algumas janelas e portas.
      António Manuel Moço

    • olá, pessoal do lar de nampula.

      14 de julho de 2012, os antigos do lar de estudantes de nampulavão encontrar-se em casa do josé bruno fernandes neto – tlm 966228998.
      eu sou a ana cristina neto.

  15. Nasci em Moçambique, em 1959 e deixei aquela terra maravilhosa, em 1975; foram os melhores anos da minha vida; na praia da Chocas, por duas vezes, passei lá férias espectaculares ( nos anos de 1972 e 1973 ); estive alojado numa vivenda, que era propriedade do Senhor Dantas e da Dona Aurora; eles tinham 2 netas ( peço desculpa já não ter a certeza dos nomes, Teresa e Ana, talvez! ), que eram muito bonitas.
    Muitas felicidades para todos os Nampulenses/Macuas.

    • eu conheco o senhor dantas que andava comos calcöes até ao umbigo, conheco os cardosos a minha amiga era a carla, o pai desapareceu no barco , iamos para a prai da cocas meus pais eram professores no liceu de nampula, tinha uns vizinhos que eram os chora, os morgados ( reitor do liceu) e os azevedos que eram mutos irmäos …um deles tocava viola

      • Teresa, eu morei duas vivendas abaixo do antigo liceu Dantas, na rua Vasco da Gama, nº. 31 em frente à família Lopes, o pai trabalhava no entreposto como director, a esposa era a D. Clotilde e os filhos eram o Califa e a irmã Isabel. Ao lado deles morava o Dr. Osório de castro, (advogado) a esposa era a D. EMA, os filhos eram o Camané e a irmã Carla se não me engano no nome dela, viviam com eles desde pequenos, dois sobrinhos, eram o Neinando e a irmã, não me lembro do nome, não sei se era Elisabete!
        Nas chocas falas do barco que desapareceu, eram três tripulantes, um deles apareceu passado um mês, foi recolhido por um navio russo, foi o Sr. Nazaré, que tinha uma loja de desporto em Nampula, se a memória não me atraiçoa.
        Presentemente, moro em Vila do Conde, paraíso à beira-mar plantado, no norte de Portugal e tu? Vai dando novidades.
        Hambanine, Tá-Tááaaaaaaaaaaaaaa………….

        José Cardoso. mail: cardoso91960@gmail.com

  16. Pois muita gente do mesmo tempo. Antes dos Metralhas houve dois gémeos na Escola Tecnica e hospedados no Colégio Vasco da Gama. Um o Pedro tocava no Conjunto os Jovens com o Sergio Santos, Rogerio Lains, José Manuel Souto e Moura(TIMOTEO) e o vocalista que não me lembro agora do nome. O outro gémeo era o Vitor, falecido em Quelimane ao descolar com o seu avião em 1995.Um abraço para todos

  17. Como é bom recordar tempos passados.Fui mobilizado para moçambique
    70/72, o Niassa foi o meu destino.Vila Cabral,Cantina Dias, Unamgo, e o destino foi (MACALOJE) Tempos dificeis,mas depois de um ano de comissão,tive o privilégio de passar 30 dis de ferias, na Ilha de Moçambique Bendita a hora que tomei essa disizão.Uma Ilha fantástica,uma familia autentica que habitava a Ilha,Uma praia deslumbrante,com uns amigos passei ums dias na praia das Chocas,um local que nada faltava, então o marisco!!!!!nem pençar,coisa delisiosa, Da Ilha tenho as boas recordaçôes, Do requixós,depois das refeiçôes, deitava-me na praia quando dava por mim estava a água do mar a acordar-me,tal era o silêncio!Hoje recordo com saudades essas ferias num local perdido no Oceano.Para as pessoas que viveram naquela zona,aqui fica o meu abraço. Recordar, é sentirmos um pouco da nossa juventude,Aqui fica a minha Homenagem a todos que partilharam aquela terra, Zé -Maria

  18. Sou de Nampula, visitei muitas vezes a maravilhosa praia da chocas e ilha de moçambique, cresci na piscina do ferroviário, curti muito com os irmãos metralhas que eram uns grandes malucos nas pranchas, tinham um irmão chamado neca que era um ano mais velho que eles e era ele que impunha o respeito, quando eles andavam à porrada um com o outro. Old times né?
    Sou irmão do Kim Cardoso, mais conhecido por Kim gato por ter os olhos muito azuis, eu e ele andámos a estudar na escola Neutel de Abreu em Nampula.
    Um abração para todos os Macuas. Hambanine, tá – táaaaaaaaaaaaaaa………..

  19. Um abração para todos os macuas. quem fôr de Nampula ou mesmo do resto de Moçambique, façam o favôr de comunicar comigo por mail: cardoso91960@gmail.com
    Hambanine, Tá – Táaaaaaaaaaaaaaaaa……………….

  20. A minha professora primária talvez era a mãe dos Azevedos quando viveu em Malema chamava-se Estela Azevedo gostaria de saber desta familia.
    Chamo-me Alice Moutinho vivi 13 anos em Malema.

  21. Nasci em António Enes…cresci em Nampula e paasei boas férias na Praia das Chocas… Lembram do Alemão que morava lá e tinha coleção de conchas?Hoje chorei quando li as mensagens de todos os que aqui escreveram, fomos previligiados em ter nascido num País como Moçambique… estudei na Escola Técnica , fui Também aluna da prof. Aurora… se lembram dela e o molho de chaves que ela carregava? Ai de quem estive falando na sala quando ela entrava, morei no P_)arque Felgueiras e Sousa…. Sou Marina Ajuda e já moro no Rio de Janeiro há 35 anos… Muitas saudades de tudo e todos…

    • Olá Marina
      Como saudosa que sou do meu querido Moçambique, pesquiso muito na net, sobre o tema e num desses momentos encontrei o teu comentário que me despertou a atenção e resolvi responder-te. Espero que não leves a mal, pois dá-me sempre muita alegria poder contactar quem viveu como eu em Nampula, passou férias na Praia da Chocas (o alemão de que falas chamava-se Groch. Estudei na Escola Técnica, onde conheci o meu marido que é o Raul Correia (grande amigo dos Metralhas). Em António Enes, tinha uns tios.Bem deves estar a pensar que não me conheces de lado nenhum, chamo-me Deonilde mais conhecida por Nilita ou Nely, sou filha do sr. Rodrigues que tinha a Foto Rodrigues ao lado da Ciclo Nampula e abaixo dos Correios.
      Regressei hà 35 anos a Portugal, vivo em Águeda cidade perto de Aveiro e Coimbra. Curiosamente também desejei ir viver para o Brasil, País onde já estive por 4 vezes de férias e onde me identifiquei muito com o modo de vida que tinhamos em África. A Moçambique já regressei 2 vezes, pois ainda lá vive uma cunhada minha.
      De ti, só pelo nome não me recordo, mas não faz mal, basta saber que és alguém que compartilhou uma terra tão amada e que nunca se esquece, é o suficiente.
      Marina se desejares passar a comunicar comigo, pode ser que ainda venha nascer uma bela amizade.
      Um beijo
      Nilita
      PS: O meu e-mail é: mdrodrigues16@gmail.com
      Também tenho outro e-mail do serviço que é:
      av_sic_mdrodrigues@ama.pt

      • Olá cara Senhora , filha do Sr. Rodrigues falei bastantes vezes com o seu Pai pois éu trabalhava no Instituto do Algodão e numa altura salvo erro no Namialo enquanto nos refrescavamos com uma LAURENTINA ele dizia que fez uma instalação extra para o quarto da Filha para a determinada hora hle desligar a música VERDADE ?????? Cump. MOURA
        TEIXEIRA

      • sou a fatinha, filha do sr. raul gaspar e da d.eugenia. tenho fotografias consigo e com a prano. viviamos no mesmo predio.

  22. Cheguei a Moçambique em Agosto de 1964 fui para casa de uns Tios em Murrupula (onde as galinhas não tinham moela) fui logo trabalhar para o Instituto do Algodão , em Janeiro fui colocado na COMP. INDUSTRIAL DO MONAPO trabalhava com o Sr. Candeias , já falecido Pai da LÊNA e do VICTOR íamos quase todos os fins de semana para as Chocas também ìa com os Quintas mais os filhos , Tereza,Zé Rui eo mais novo , em 66 tropa , depois ainda fui colocado em Alua mas regressei ao Monapo mas para a Empresa do sisal a do Alemão que também fazia algodão e tinha duas vivendas nas Chocas para os empregados,o Alemão das Chocas éra o CROCHE dos maiores colecionadores de conchas Ainda encontrei em Lisboa o Sr. Nazaré que andou vários dias no mar tinha um restaurante perto da Praça do Chile ABRAÇOS

  23. Em 01Jun2011 (22H16), postei aqui um comentário, no qual me referia a duas moças, que eram netas do Sr. Dantas e da Dª. Aurora, proprietários de uma grande vivenda na Chocas, nos inícios dos anos 70; Na altura arrisquei ( com sérias dúvidas) que os nomes delas seriam talvez Teresa e Ana: Hoje tenho quase a certeza, que uma delas se chamava ou a chamavam carinhosamente de Lolita e que tinha/am uma amiga chamada Denise ( que tal como elas, também residia em Nampula); Independentemente dos nomes, pois não é fácil recordarmo-nos, depois de passados 40 anos, desejo-lhes a todas, as maiores felicidades.

    • Olá José Lopes. Sei de quem falas… A Lolita (de seu nome AURORA), neta do Sr. Dantas e da D. Aurora, é professora na zona do Barreiro / Baixa da Banheira. A Srª Dª Aurora faleceu há relativamente pouco tempo e eu, embora nunca tivesse andado no Liceu Dantas, tive a possibilidade de me deleitar com a memória viva e fresca que essa grande senhora manteve até ao final.
      Um abraço

  24. José Cardoso há muito tempo que não fazes um comentário , hoje fiz a viagem de Nampula para o Monapo com o Rui Orlando Varejão Barbosa jogou futebol no Sporting LM e depois no Benfica de Nampula no Monapo foi para o Registo Civil e a Esposa estava em Nampula QUE SAUDADES………………………………………… ABRAÇOS

    • O Rui Varejão Barbosa,jogou no Manhangalene e depois no Benfica de Nampula.Isto é só um aparte

      • O Malhangalene tinha futebol de 11 ????

  25. José Lopes ?????????? és o sobrinho do Alvaro Lopes , comerciante , grande , em NAMPULA ??????

  26. Amigo Moçambicano ( José Teixeira )

    Não, não sou esse Lopes, a que se refere
    Eu morava no Bairro do Museu, na mesma rua em que morava uma família bastante conhecida na cidade, que eram os Dantas
    Um grande abraço para si e obrigado pela tentativa.

  27. Sr. José Teixeira

    Peço desculpa pelo erro, cometido em cima
    A família a que me queria referir é ” Damas ” e não ” Dantas ”
    Na mesma rua, residia também uma família de apelido ” Morgado “, que salvo erro, eram os proprietários do Supermercado ” Monte Giro “, em Nampula
    Peço desculpa mais uma vez e muito obrigado

    • José Lopes, desculpa a correcção, mas somos todos de Nampula, não é Monte Giro, mas Monteiro & Giro, ficava na rua que ia dar à piscina-ferroviário. ok?

  28. Amigo José Cardoso

    Tem toda a razão, era de facto Monteiro & Giro
    Estou a ver, que depois de 36 anos sem eu nunca mais ter ido a Nampula, se calhar já nem sei bem, se a nossa Nampula é no norte ou no sul de Moçambique, ah, ah …
    Mas voltando a falar a sério, na rua que passava ao lado do supermercado e portanto em frente à Messe de Oficiais e também em frente ao Pavilhão do Ferroviário e que depois ia para o bairro negro da Nametequeliua ( será que está bem escrito ? ), eu morava nela, na última vivenda, do lado direito ( no sentido de quem ia para o tal bairro )
    Os Dantas e os Morgados ( a filha, a Lina Morgado, era extremamente gira ), residiam a meio dessa rua, também do lado direito )
    Mais uma vez, o meu pedido de perdão, a todos os Nampulenses/Macuas, pelas minhas gralhas
    Como natural de Nampula, não mereço desculpas, ah, ah …
    Um Abração

  29. Meu Deus os Dantas não, os Damas
    Obrigado a todos

  30. Achei interessantissimos os comentarios de Nampula.Tive o previlegio de ter morado lah por 4 anos.Morava no Bairro dos Limoeiros e lembro muito bem da turma do ferroviario,Metralhas & Cia.Como patinava pelo clube tinha amigos tb nessa “tribo’,Joca,Ana a irma….!Teresa Canelhas,os irmaos Ferreira da Silva!
    Tenho saudades,eramos hiper-felizes e nem sabiamos…..ahahah
    jah esquecia:sou a Formiga.

  31. Boa tarde, nasci em Nampula, vivia em Murrupula…por acaso há alguém que tenha estudado no colégio Nossa Sra. das Vitórias e Liceu?
    Mena

    • Boa tarde MACUA as minhas duas filhas nasceram na marrere , conheço Murrupula , o meu éra do Instituto do Algodão e estava lá mas éu estou mais ligado ao MONAPO desse colégio só me acorre a Mêna Brito Alves os Pais eram comerciantes em ALUA e a Mêna é médica em Portimão

      • Vá ao facebook e procure em “vitorianas”

    • Nasci em Nampula mais propriamente no Marrere.
      Já hoje falei com a Silvana Leite Torres, que tem a irma Fernandinha. Estive no Colégio Nossa Sra das Vitórias alguns anos, vim para Portugal porque o meu pai faleceu a 24/09/74 e tudo para mim desapareceu. Também tenho a minha irma, a Isabelinha. Beijinho

  32. Sou o paulo nasci na Beira mas fui com 2 anos para Lourenço Marques (Maputo) estudei na Escola Paiva Manso e na General Machado, estive em Nacala, Ilha, Nampula e Porto Amélia entre 1975 e Julho de 1976, tenho gratas recordações da praia das chocas, de matibane onde se comia bom caranguejo e outras, lembro-me do parrôt em Nacala e de outros locais, tenho familiares que já la voltaram como por exemplo o meu tio que jogou no Ferroviário o grande Baltazar que infelizmente passou ao lado de uma carreira que se adivinhava muito promissora, mas por razões familiares não aconteceu. Tenho muitas saudades de Moçambique e com o passar do tempo a minha vontade regressar tem aumentado.

  33. sou o carlos e gostaria muito recordar imagens do bairro do jardim em antiga lorenço marques ,novamaputo obrigado e algumas fotos dos caminho ferreo etc.obrigado

  34. Meus Caros,
    Lembro-me de muitos de Vós.
    E como ando a tentar contactar os ex-residentes do lar do estudante, lembrei-me de fazer uma pesquisa alargada, que resultou!.
    Assim, agradeço aos colegas que frequentaram o Lar do Estudante de Nampula no tempo dos Prof. J..Bruno Neto e Prof. Liliana Neto, que me enviem o @mail e contacto telefónico e passem a msg a outros o mais rápido possíovel.
    Sou o Júlio Bravo, nasci em Malema, Vivi em Iapala e ia com frequência a Ribaué , estudei no Liceu de Nampula e nos Maristas da Beira, trabalhei no Montepio de Moçambique em Nampula até 1979, e claro que frequentei as praias da Chocas.

    Espero obter os vossos contactos para em breve vos enviar um convite para um encontro.
    Um abraço a todos.

    • Ola Julio Bravo, tu nao estudaste no Liceu !! Levavas os livros a passear ate ao Liceu …….;

  35. Gostava muito de encontrar colegas ex.pára-quedistas do 2º. Curso de Pára-quedismo de Nampula, concluido em Abril de 1972, com a cerimónia de brevetamento, na machamba da família Costa Pereira, nos arredores de Nampula. Tivemos como madrinha de curso, D. Maria do Carmo Kaulza d’Arriaga, bem como instrutor o sargento Pontes e Director de curso, capitão João Campos, ambos do BCP 32 de Nacala, onde eu fazia a instrução durante a semana, deslocando-me ao fim de semana, para Nampula, com o Capitão Campos. O meu contacto, zipatoli@hotmail.com .
    Muito obrigada e um jinho para todos. Meu nome
    Olinda Maria Pinto Bastos

  36. NUNCA PASSEI POR ESTA PRAIA, MAS PARECE-ME QUE ERA MUITO BONITA E MUITO FREQUENTADA PELOS NAMPULENSES, E FAZIAM BEM, POIS NAMPULA NÃO TINHA MAR.

  37. Embora não conheça ninguém citado neste longo rol, concordo com todos, pois, tudo aquilo era , e acho que continua a ser um paraíso. Eu estive na 2ª Companhia de Comandos sediada no Lumbo, mesmo em frente à ilha de Moçambique, de Abril de 1966 a Agosto de 1967. Se começasse a recordar tudo o que de bom aconteceu naquele longo espaço de tempo, nunca mais acabaria.
    Enfim!!!!!!!!!!!!!resta a saudade, e sonhar com aquilo que jamais acontecerá !!!!!!!!!!!!!
    A todos, um grande abraço
    Meireles
    amoliveiralda@gmail.com
    Porto

  38. boa noite,
    Já vi que tem gente de Murrupula, sabem notícias de lá?
    eu morava ao lado do mercado, o meu pai era o Cardoso…

    • MURRUPULA . . . . o meu Tio éra do I A M ( algodão ) estive lá pouco tempo porque fui para o Monapo de MURRUPULA só me lembro des as galinhas não terem moela . . . . . . . ah ah ah ABRAÇO

  39. Meu nome é Victor Alves e não sei como… “tropeçei” nestes comentários e ao lê-los, “encontrei” uma série de pessoas que conheci em Nampula nos anos 60 e 70. Mas antes de chegar a elas, vou tentar apresentar-me, recuando no tempo mais ou menos 40 anos! Estive em Nampula em serviço militar, (comissão de 2 anos), onde conheci e acabei por fazer amizade com o pessoal dos rallyes da época, nomeadamente, Arnaldo Leal, Rui Mendonça, Feliz Rebelo, José Assunção, António Andrade, Almerindo Ferreira (de Nacala), Arnaldo Constantino e muitos mais. Depois de cumprida a comissão e de um breve regresso ao Continente, (como na altura se dizia), regressei a Nampula pois tinha-me apaixonado pela maneira livre de viver, que aquela terra proporcionava. Depois de uma rápida passagem pela Agência Turismo, que ficava perto da Saratoga e do Hotel Portugal, fiz uma sociedade com o Arnaldo Constantino e surgiu a COFIL, que representava a BMC (a dos Austins Coopers e não só). Tínhamos o stand de vendas no prédio do Monapo e as oficinas na Estrada de Nova Chaves, nas antigas instalações do Entreposto Comercial que representava a Mercedes. Nos comentários acima, “reconheço” muitos nomes dessa época. Os Nazarés da espingardaria, o tal que andou perdido no mar várias semanas e cujo filho Humberto, se tornaria mais tarde meu amigo. Também conheci e ainda hoje mantenho contacto, com a família Daniel que tinha uma loja na rua que desemboca no Largo do Infante. Recordo a Rosa Maria Fiúza e a irmã, que chegou na época a ser minha secretária. Lembro o Amorim da Padaria Sipal, enfim… um montão de gente que na maioria perdi o contacto após a “descolonização exemplar”. Mas o mais interessante de tudo, foi encontrar um comentário da Marina Ajuda que vive no Brasil e que nunca me falou neste espaço. Porquê a admiração deste facto? É que a Marina é minha cunhada, pois casei com a irmã (Sónia), já lá vão 36 anos! Há 25 anos que resido nos Estados Unidos, sendo há alguns anos a esta parte, director de um jornal de língua portuguesa, o 24horas, jornal que diariamente é distribuído na Costa Leste da América. Se alguém dessa época me conhecer e quiser contatar-me, faça-o através do email: portugalaki@gmail.com. Desculpem o tamanho do comentário, mas as conversas, são como as cerejas. Bem hajam.

  40. BOA TARDE,MENINO VICTOR.aCHO QUE SABES QUEM EU SOU,FIQUEI MUITO FELIZ POR TER TIDO A POSSIBILIDADE DE CONTACTAR CONTIGO.vICTOR,UM GRANDE ABRAÇO,FELIZ ANO NOVO.

  41. Já vi que há pessoas que estiveram em Ribaue, gostaria de saber da familias do Sr. Santos e de pessoas que viveram no Posto Agronómico de Ribaue. O meu amiguinho Artur Manuel Pereira e um filho do Santos de Laláué. Sei que um deles faleceu na barragem de Nampula. Cá vai o meu nome Olympia Nogueira. Ia também muitas vezes a Iapala passar o fim de semana em casa de meus primos, que eram machambeiros de tabaco. As minhas primas flora e Maria Clara vivem em Caldas da Rainha encontro-as muitas vezes no café às compras. Deem noticias . Um abraço Macua Olympia Nogueira

  42. olá a todos, eu estudei no colégio do SR. DANTAS, tive como professoas a dona aurora, a nora dela maria emilia reis duarte de almeida, e o senhor dantas, isso á na 4ºªclasse. lembro-me de alguns nomes, lolita, luisinho e carlinhos, que eram os netos do senhor dantas.

  43. Na praia de Nacala,já eu tomei banho em 1967.Nâo me lembro da existencia desta imagem da foto.Possivelmente isto ainda nâo existia.Neste tempo Nacala quase nâo era nada,mas lembro-me de comentar comigo próprio de que naquela área poderia nascer um dia uma grande e linda cidade.Parece que nâo me enganei e fico contente com isso.Tenho saudades de têr por aqui passado por 2 vezes,1966/67.

  44. Eu também estive na praia das chocas nos anos 72 a 74 na casa da praia do Zeca Mangadeixo. Excelentes férias lá passei. Voltarei!

  45. Passei por Nampula nos anos 72 a 74,para além de militar também fui um Nampulense. Trabalhei na firma Marques e Silva como electricista de montagens o meu patrão homem com H grande, era o Zeca conhecido por Mangadeixo.Um pai que Nampula me deu e uma amizade que perdura nos dias de hoje.A cidade respirava progresso e não faltava trabalho por isso arrangei maneira de viver muito bem. Que belas petiscadas se faziam na marisqueira do Paulo e que belas 2M geladinhas nas tardes de sábado na piscina do ferróviario.Tirei a minha carta de condução na escola ASA do senhor Pires embora só há segunda porque da primeira o examinador estava mal disposto.Conheci a cidade da Beira na chegada e na partida depois durante todo o tempo nunca parei Nacala,Ilha, António Eanes,Ribaué,Murrupula a tal terra das galinhas sem moelas,por acaso fui eu que liguei o gerador novo na época não havia melhor em todo distrito.Nao poderia esquecer os amigos dos estabelecimentos Reunidos e do A.Teixeira,infelizmente já não me lembro dos nomes.É com grandes saudades escrevo e partilho estas recordações.Um abraço voltarei


Deixar uma resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

WordPress.com Logo

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Log Out / Modificar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Log Out / Modificar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Log Out / Modificar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Log Out / Modificar )

Connecting to %s

Categorias

Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.

Junte-se a 113 outros seguidores

%d bloggers like this: